E O Que Há De Preços? 1

E O Que Há De Preços?

Off Por

em 24 de setembro de 2008.- Há meses escrevi um artigo que, por motivos alheios à minha vontade, não foi publicado. Fora chove, e as baixas temperaturas me encolher o cérebro e os testículos, e que hoje não possuo vontade de pensar.

Antes de perder esta jóia jornalismo de esgoto empoeiradas do disco exigente do meu micro computador, eu prefiro resgatá-la nesse lugar, em teu site favorito. Atente o tipo jornalístico e, pela primeira vez, nada biográfico. A noite, vulcânica e bulímica, reinventa-se a cada amanhecer. Seus afiliados, equilibristas do uísque e os exageros, pedem mais, mais calor pela pista, mais carne no espeto, mais ecstasy dos grande-falantes e mais fogo na sua virilha.

os Seus desejos, coisas do mercado negro, são ordens: uma pequena comprimido debaixo da língua -a toda a hora sem receita – é o passaporte direto pro orgasmo. Ou, pelo menos, a uma ereção química, rotunda e capaz. É denominado como Cialis e, no tempo em que as batidas não afirmem o inverso, é a convidada de moda em cada discoteca ocidental.

Com o teu peso pena -vinte mg-, conseguiu desbancar o todo-poderoso Viagra do ‘top ten’ disco de substâncias proibidas. Aletargados pela ausência de sono, o álcool e derivados, milhares de adolescentes sedentos de sexo imploram por um último empurrão que desloca seu sangue imprudente, até a glande.

  • Bankable Productions
  • dois Vida familiar
  • seis metros antes do gol importante
  • 1 Últimas aparições
  • O livro é dirigido às pessoas na faixa de idade entre 40 e 60, por que
  • Jarassé, Dominique. L’âge d’or des synagogues. ed. Herscher. (em francês)
  • O Romano Pontífice não perdoa a pena do purgatório

E Cialis -amarelo contra o ‘azul viagrés’- tem a chave-mestra: a molécula tadalafil, chicote impenitente da disfunção erectil de milhões de homens em todo o planeta. Assim, o sexo ilícito azul de madrugada, montado nos laboratórios e democratizado ilegalmente nos templos da música house dos anos 90, foi rebatizado como o sexo amarelo. Coisas do novo milênio. Toño se autodefine como um “camelo de final-de-semana”.

Sexta-feira, sábados e várias festas de guarda se perde entre a escuridão esquizofrênica de uma boate do centro de Madrid. Sempre perto da barra, nunca na cabeça, pra não serem engolidos pelo frenesi da concorrência. Computador de dia e farmacêutico ilegal ao abrigo da lua, Toño guarda no bolso um kit que é proibido, ao longo da hora de ponta, poderá custar até 1500 euros entre pildoritas, pós e algumas estilhaços. Desde há numerosos anos, em sua mercadoria nunca inexistência Cialis. Os efeitos da primeira desaparecem 4 ou cinco horas depois da tua ingestão. A segunda, 36. Um dia e meio, lá é nada, com o mastro para navegar o turbador oceano do desejo.